| Todo o Livro | Todo o Michnê Torá |Glossário |Voltar |

| cp 1| |cp 2| |cp 3| |cp 4| |cp 5| |cp 6| |cp 8| |cp 9| |cp 10 |


Leis de fundamentos da Torá

Capítulo 7

, ; , , , . 1 É dos fundamentos da [nossa] lei o estar cônscio de que Deus causa a profecia aos seres humanos, e a profecia não vem a não ser sobre uma pessoa sábia, forte em virtudes, cujas inclinações jamais o dominam em nada no mundo, senão ele sempre vence seus instintos conscientemente, sendo possuidor de reta e exacerbada capacidade virtuosa.
, , , , , , , , , , , -- . 2 Um homem repleto de todas estas virtudes, perfeito em seu corpo, ao adentrar o "vergel", deixando-se levar pelos assuntos grandiosos e distantes [da mentalidade humana], tendo conhecimento certo para entender e alcançar, enquanto santifica-se cada vez mais, apartando-se dos modos da maioria do povo que gastam seu tempo com as coisas vãs, acelerando-se a si próprio ensinando-se a jamais pensar em coisas vãs, nem dos passatempos e suas argúcias, senão conservando sua consciência sempre disposta para o alto, presa sob o Trono Divino, entendendo o significado das formas sagradas e puras, contemplando a Sabedoria do Santo - Bendito é Ele, desde a precípua forma [espiritual] até o núcleo da Terra, sabendo através disto o quão grande é Ele: imediatamente, apodera-se deste um espírito de santidade.
-- , , , : , " ; , " ( ,). 3 No momento em que repouse sobre si o espírito, entrará sua alma no grau dos anjos chamados "ichim", tornando-se outro homem, entendo por si mesmo que já não é mais o que era até então, senão adiantara e ascendera a um grau que encontra-se além daquele que caracteriza os homens sábios, conforme está escrito acerca de Saul: "...profetizarás com eles, tornando-te outro homem..." - 1 Sm 10:6.
[] , : , . , : " , -" ( ,). 4 Diferentes graduações há entre os profetas, assim como em concernência à sabedoria pode haver um sábio maior que outro, similarmente entre os profetas, pode ser um maior que o outro. Todos eles, porém, têm suas profecias somente através de sonhos, por visões noturnas, ou durante o dia, após recair sobre si o sono, conforme está escrito: "...por visão metafórica dar-me-ei a conhecer a ele, através do sonho falarei com ele..." - Nm 12:6.
, , , : , " , " ( ,); , ", , , " ( ,). 5 Todos eles, no momento da profecia, seus membros se sacodem e perdem a força corporal; seu raciocínio se desfaz, tornando-se seu intelecto vazio, pronto para compreender o que ver, como fora dito sobre Abraham: " E, eis: um temor, grande treva, cai sobre ele..." - Gn 15:12. Idem, como está escrito acerca de Daniel: "...minha força tornou-se para mim como algo a destruir-me, sem que eu pudesse conter minhas forças..." - Dn 10:8.
[] -- , , : , , , ; , , , . 6 As coisas que dão-se a conhecer ao profeta no momento de sua profecia, vêm todas por metáfora, e imediatamente é gravado em seu coração o significado das coisas que vira, tornando-se assim sabedor do que é, como a escada que vira Jacob, nosso pai, e anjos subindo e descendo através dele, que eram metaforia relacionada aos reinados da Terra, e seus domínios. Como os animais vistos por Ezequiel, ou a panela inchada e o bastão de amêdoeira que viu Jeremias, e o rolo de pergaminho visto por Ezequiel, e a medida de peso (efá) vista por Zacarias.
, ; . , . , . 7 Assim, os demais profetas: há os que dizem a metáfora e sua explanação, como estes, e os que dizem somente o esclarecimento do que fora visto. Às vezes, trazem a metáfora sem sua explicação, como parte das palavras de Ezequiel e Zacarias. Todos, porém, através de metaforias profetizam.
[] -- , : , . , , ; " " ( ,)-- , . 8 Os profetas em geral não profetizam quando querem, senão após direcionar seu intelecto e assentar-se alegres e contentes, buscando a soledade - pois a profecia não vem sobre o profeta - nem na tristeza, nem na ociosidade. Por isto é que os alunos dos profetas tê perante si cítara e tambor, flauta e harpa, enquanto buscam alcançar a profecia. Isto é o que significa: "...e eles se fazem profetizar..." - 1 Sm 10:5 - Quer dizer, andam pelo caminho da profecia até que se lhes ocorra, como se diz: "fulano está crescendo,!" (fazendo-se crescer a si próprio).
[] , . , , . 9 Estes que buscam profetizar são os chamados "filhos dos profetas". E, apesar de direcionarem seus intelectos para tanto, é possível que paire sobre eles a Presença Divina, e é possível que não.
[] , -- , . -- , ; -- , " - , , -" ( ,). 10 Tudo o que dissemos equivale para todos os profetas, tantos os primeiros como os últimos, exceptuando-se unicamente Moisés, nosso Mestre, e Mestre de todos os profetas. Qual a diferença entre a profecia de Moisés para a dos demais profetas? - Todos os profetas, em sonho e em visão metafórica, e Moisés nosso Mestre, desperto e de pé, como está escrito: "...Vindo Moisés à Tenda para com Ele falar, ouviu a voz..." - Nm 7:89.
, ; . , , " - -" ( ,), " ' - -" ( ,), " ', " ( ,): , ; , " " (), , . 11 Todos os profetas, [tudo o que vêem, vê-lhes] através de [um] anjo, razão pela qual vêem tudo por analogia; quanto a Moisés, não por meio de anjos, conforme está escrito: "De minha boca para sua boca falo com ele..." - Nm 12:8 - e, está escrito: "e disse Deus a Moisés; face a face..." - Ex 33:11. E, "...contemplando a imagem de Deus..." - Nm 12:8. Quer dizer: sem metáforas, senão vendo explicitamente, sem enigma e sem analogia [alguma], testemunhando sobre o fato a própria Torá: "...por visão, não por enigmas..." -(mesmo vers.), que não profetizava por enigma, senão pela visão, que via tudo claramente.
, . , ; " -" ( ,): , ; . 12 Todos os profetas temem, assustam-se e se enfraquecem, e [com] Moisés não era assim, sendo o significado do que está dito: "...como fala um homem com seu amigo..." - Ex 33:11. Assim como um homem não se assusta ao ouvir as palavras de seu próximo, assim tinha capacidade Moisés para entender os conteúdos das profecias estando de pé e normalmente, em plenitude.
, . , , , ; , . , " , - ' " ( ,). 13 Os profetas em geral não profetizam quando bem querem; Moisés porém, não era assim, senão quando bem quisesse, o espírito de santidade o revestia, pousando sobre si a profecia. Não era-lhe necessário direcionar seu intelecto para que se lhe ocorresse, preparando-se para tanto, pois já encontrava-se previamente direcionado e preparado como um dos anjos [da esfera mais superior], que servem diante de Deus. Portanto, profetizava a todo tempo, como está escrito: "...Ponham-se de pé, e ouvirei o que Deus vos ordenará!" - Nm 9:8.
, ", : , . , " ( ,-). , , , ; . , ; , , , . 14 Acerca disto, lhe assegurara o próprio Deus, conforme está escrito: "Tornai a vossas tendas! Quanto a ti, fica comigo..." - Dt 5:26. Aprendeste pelo que sai de todos estes escritos que todos os profetas, ao sair deles o instante da profecia, voltam para suas tendas, ou seja, as necessidades físicas em geral, como todos os demais do povo, pelo que não podem apartar-se de suas mulheres. Moisés, nosso mestre, jamais retornara a sua primeira tenda, pelo que apartara-se de sua esposa e de tudo o que é a isto similar [,ou seja, toda necessidade corporal, como comer, beber, dormir e etc.], estando ligado seu intelecto à Rocha das Eternidades. Jamais se perdera seu esplendor, estando seu rosto emitindo raios de luz, tornando-se santo como os anjos.
[] , , , , . , , , ; , . 15 O profeta, pode ser sua profecia para si mesmo somente, aumentando sua capacidade de compreensão e entendimento, até que saiba o que não sabia destes grandiosos assuntos. E, pode ser que seja enviado a algum dos povos da Terra, ou aos homens de determinada cidade ou reino, com o intuito de levá-los a meditar e fazê-los saber o que devem fazer, ou para por fim aos maus procederes que são feitos por suas mãos. Ao serem enviados, é-lhes dado sinal e milagre, para que o povo possa saber que Deus realmente o enviara.
, : , , , -- , ", " ( ,). 16 Mas, nem todo o que faz sinal ou prodígio deve-se crer ser ele um profeta, senão alguém que nele seja reconhecido ser uma pessoa apropriada para que repouse sobre ele a profecia, por sua sabedoria e por suas boas ações, estando ele elevado acima de todos os de sua idade, andando pela forma de proceder comum à profecia, em sua santidade e seu agastamento do proceder comum geral, após o que, caso haja realizado algum sinal ou prodígio e afirmado haver sido enviado por Deus, é mandamento ouví-lo, conforme está escrito: "...a ele ouvireis!" - Dt 18:15.
, ; , , , -- : , , , . , "--', ; " ( ,), " , ' " ( ,). 17 Pois pode ser que alguém realize algum sinal ou prodígio sem por isto ser um profeta; e tal sinal, tem razão de ser. Mesmo assim, é mandamento ouví-lo, pois sendo este uma pessoa grande e sábio, apropriado para que repouse sobre ele a profecia, acredita-se ser tal e qual aparenta, pois acerca disto fomos ordenados. Da mesma forma como somos ordenados a aceitar o testemunho de duas pessoas aptas para tanto, já que são aptas para testemunhar, e apesar de sempre haver a possibilidade de que seja falso o testemunho prestado, já que são aptas para tanto, devemos acreditar no que dizem, sem que possamos deixar de dar-lhes crédito pela posição que atingiram em sua fidedignidade. Sobre estas cousas está dito: "As coisas ocultas são para Ad', nosso Deus, e as reveladas para nós e para nossos filhos..." - Dt 29:28. E, está escrito: "Pois o homem vê pelos olhos, e Deus, vê o coração..." - 1 Sm 16:7.

| Todo o Livro | Todo o Michnê Torá |Glossário |Voltar |

| Capítulo 1| |Capítulo 2| |Capítulo 3| |Capítulo 4| |Capítulo 5| |Capítulo 6| |Capítulo 8| |Capítulo 9| |Capítulo 10 |
Alguma pergunta? Consulte-nos!