| A Torá Oral | Todo o Michnê Torá | Glossário |
| cp 1 | cp 2 | cp 3 | cp 4 | cp 5 | cp 6 | cp 8 | cp 9 | cp 10 | cp 11 | cp 12 |


Leis Concernentes às Leis dos Gentios e às Formas de Idolatria
Capítulo 7
, , -- " -- . . ." ( ,), "-- , -- . . ." ( ,). 1 É preceito positivo destruir [toda forma de] idolatria, seus utensílios [peculiares], bem como tudo o que for feito em sua honra, como está escrito: "...Destruireis todos os locais..." - Dt 12:2 - e está escrito: ''...Assim far-lhes-eis: seus altares destruireis..." - Dt 7:5.

, ; , , , : " -, - " ( ,)-- , , , . 2 E, na Terra de Israel, é preceito perseguir - até fazê-la desaparecer de toda nossa Terra. No exterior da Terra de Israel, porém, não somos ordenados com pertinência à perseguição, senão nos lugares conquistados por nós, onde devemos exterminar toda forma de idolatria que nele houver, pelo que está escrito: "...Apagareis seus nomes daquele lugar..." - Dt 12:13. - [Disseram os Sábios na explicação deste escrito:]"- Na Terra de Israel estás ordenado a perseguí-los, e estás desobrigado de persegui-los fora da Terra de Israel!"

[] , , , -- , "- -" ( ,). , -- "- -", "- , -" ( ,). 3 O ídolo [ou qualquer forma de idolatria], seus utensílios, suas libações, e tudo o que for-lhe feito, está proibido deles tirar proveito, conforme o escrito: "...E, não trareis abominação a teu lar..." - Dt 7:26 - e todo o que o faz em concernência a qualquer destes, recebe golpes de látegos [por determinação da Torá] em quantidade dupla (ou seja, duas vezes trinta e nove golpes) - uma [penalidade por transgredir o escrito] "...Não trareis abominação a teu lar...", e a outra pelo [que está] escrito: "...Não se prenderá à tua mão nada do "ĥêrem" ..." - Dt 13:18.

[] , : , , , , -- . , -- , ; . 4 Um animal que haja sido sacrificado por idolatria, é todo ele proibido, mesmo seus excrementos, seus ossos, seus cornos, seus cascos, sua pele - de tudo é proibido tirar proveito. Portanto, caso houver [em determinada] pele [qualquer] sinal [marcado] pelo qual se dá a saber que tal animal foi sacrificado para ídolos, como por exemplo, como faziam [antigamente] que cortavam em redondo [na pele] no local onde se situa [sob ela] o coração [do animal], por onde extraíam-no [por ato sacrificial], todas as demais peles que sejam assim [cortadas] tornam-se proibidas para [todo] proveito, e assim tudo o que for similar a isto.

[] , -- , , " , " ( ,), ; , , " " ( ,), . , -- , . 5 Que distinção há entre a idolatria de um judeu para a de um gentio? - a do gentio é proibida imediatamente no que concerne ao tomar dela proveito (vender, ou qualquer uso não designado à idolatria), pelo que está escrito: "...As formas de suas deidades, queimareis por fogo..." - Dt 7:25 - a partir do momento em que tomou forma, já se fizera deidade; do judeu, não é proibido tirar dela proveito enquanto não for servida [como se fosse um deus], pelo que está escrito: "...E ponha em secreto..." - Dt 27:25 - [isto é,] até que realize para ela atos em oculto, que são sua forma de servir [peculiar]. Quanto aos paramentos [idolátricos], seja do gentio, seja do judeu, não se tornam proibidos até que sejam usados para idolatria.

[] -- , , , : , ; , . 6 Aquele que faz um ídolo para outras pessoas - apesar de incorrer em pena de açoites - seu estipêndio é-lhe permitido, mesmo havendo-o feito para um gentio, que faz com que sua proibição seja imediata, porquanto não torna-se proibida enquanto não for terminada sua formação. Quanto ao último retoque que se lhe dá para que a obra se dê por terminada, não tem o valor de uma perutá.

, -- , ; , , ; , . -- , ; , . 7 Quem comprar sucatas de gentios e nela achar [algum] ídolo, caso houver dado o pagamento, e não efetuado a ação de "mechikhá" - deve devolvê-los ao gentio, e o mesmo caso haja efetuado a ação mencionada e não dado o pagamento, e [isto] apesar de a ação de "mechikhá" do gentio [significa] aquisição realizada, por ser tido como "meqaĥ ta'ut". [Se, porém,] efetuou a ação de "mechikhá" e deu o pagamento, [caso no qual não mais retorno do objeto comprado ao vendedor, em caso no qual não haja capciosidade de sua parte], os objetos devem ser lançados ao Mar Morto (isto é, destuídos pelo comprador). Similarmente, o gentio e um converso [ao judaísmo] que houverem recebido uma herança de seu pai não-judeu [idólatra], pode o converso dizer ao gentio [seu irmão natural]: "-Toma para ti os ídolos, e tomarei para mim o dinheiro, tu o vinho (ién nêssekh), e eu, o fruto!" Se, porém, vieram [os ídolos] a ser propriedade do converso, é proibido [agir assim, senão deve ser tudo o que for idolatria, destruído, pois o judeu ou o converso são proibidos de dar, trocar ou vender ídolos, bem como manter em sua propriedade].

[] , ; , . : -- , . -- , -- , ; -- , . 8 Imagens fabricadas pelos gentios para enfeite, é permitido tirar delas proveito (vender, etc), mas o que foi feito com finalidade idolátrica, proibido. Como assim? - todas as imagens que se encontrem em aldeias - é proibido tirar delas proveito, pois geralmente são feitas para idolatria. As que se encontram nas cidades, caso encontrem-se situadas na entrada da cidade, achando-se em sua mão forma de cajado, pássaro, bola, espada, coroa ou anel, geralmente são destinadas [estas] à idolatria, tornando-se proibido seu proveito. Se não, geralmente são para embelezamento, e, [neste caso,] é permitido.

[] , ; , . , -- , , , . 9 Estátuas encontradas jogadas nas ruas ou nas sucatas, são permitidas, sendo desnecessário dizer cacos de estátuas, [que são igualmente permitidos]. Mas, o achado de uma mão ou de um pé de um ídolo, ou de qualquer de seus membros - proibido seu proveito, pois sabe-se perfeitamente que tal foi parte de uma imagem adorada, estando esta em sua proibição até que saiba que ela foi anulada pelos gentios.

[] -- , -- ; --, . , . 10 Quem achar utensílios sobre os quais há imagens do sol, da lua ou de dragão - sendo utensílio de prata ou de ouro, ou roupas de carmesim, ou que estivessem [tais imagens] gravadas sobre pingentes ou anéis - são estes [pingentes e anéis] proibidos, sobre demais utensílios - permitidos, pois geralmente são [destinados] para engalanamento. Similarmente, as demais imagens que se achem sobre todos os utensílios, são [os tais utensílios] permitidos.

[] , , -- . : , -- ; , -- ; , . 11 Tanto o ídolo em si, bem como seus utensílios, e tudo o que for-lhe oferecido são proibitivos em qualquer quantia. Como assim? Um ídolo que se perdera entre várias imagens decorativas, mesmo que seja uma entre milhares [de modo que não haja como distingui-la das demais] - todas devem ser lançadas ao Mar Morto. Similarmente uma taça de idolatria que se perdera entre outras taças, ou pedaço de carne que foi introduzido ao templo idolátrico, misturando-se após isto com outros pedaços - deve ser tudo lançado ao Mar Morto. Do mesmo modo, a pele do animal na qual foi aberto o orifício durante o sacrifício do animal sobre o coração do mesmo [, por onde extraíam-no] - havendo-se mesclado com outras peles, em tudo isto fica proibido o proveito.

, , -- ; , " " ( ,): , -- . [] , ; , . , . 12 Havendo transgredido a Lei, e efetuado a venda de [algum] ídolo, ou qualquer de seus utensílios [peculiares], ou seus sacrifícios e libações - o valor [recebido por qualquer destes] faz-se proibido seu uso, e fazem todo o demais proibido [caso se mescle] em qualquer quantia, assim como o próprio ídolo [que se mesclara com outras formas usadas para enfeite] conforme dito: "...Tornar-te-ás "ĥêrem" como ele [o ídolo] mesmo..." - Dt 7:26 - [significa:] "-Todo lucro que alcançares através de idolatria, seus utensílios e de suas oferendas - tudo é a ela igual!" Um ídolo ou uma "acherá" que foi queimada - sua cinza é proibida para [qualquer] proveito - e, [mesmo] a brasa [ainda adusta] do ídolo é proibida. Quanto à chama, é permitida, por não tratar-se de algo palpável.

importante nota acerca dos próximos casos

, ; , . : -- , ; , -- . 13 Uma idolatria, em caso de dúvida, é proibida, mas no caso de dúvida concernente à dúvida em si - permitida. Como assim? - uma taça consagrada à idolatria que caiu em um armazenamento cheio de taças -tornam-se [todas as taças] proibidas, pois tanto o ídolo como os utensílios que são-lhe consagrados causam proibição em qualquer quantidade. [Mas,] caso uma das taças haja sido tirada do meio da mescla para outro conjunto de taças - tornam-se estas permitidas.

, -- , . , , -- , ; , . 14 Um anel idolátrico que se misturara entre cem anéis [comuns] e caíram dois dos anéis no Grande Mar - tornam-se todos os que restam permitidos, pois digo: "-Aquele anel era um dos dois que cairam." [No caso de haverem] caído entre cem e [estas cem] hajam sido divididas - quarenta [anéis] para um lado, sessenta para outro - caindo após os quarenta entre outros anéis - tornam-se todos permitidos, pois eu digo: "-O anel proibido encontra-se na maioria!" Se caírem os sessenta entre outros [anéis comuns], todos [os mesmos] tornam-se proibidos.

[] -- , -- , . , ; , . 15 A acherá - seja no caso em que a própria árvore seja adorada, ou no caso de haver uma imagem sob uma árvore - é proibido sentar-se em sua sombra. mas é permitido sentar-se à sombra de seus ramos e de suas folhas. Caso tenha outra possibilidade, está proibido passar sob ela. Não havendo outro caminho, deverá passar sob ela correndo.

[] , --; --, . --, . 16 Filhotes de pássaros que se aninharam nela - se não necessitam de sua mãe, são permitidos; quanto aos ovos e aos pássaros filhotes que ainda necessitam de sua mãe, são proibidos, pois a "acherá" serve-lhes de base [existencial]. Com respeito ao ninho em si em sua fronda - é permitido, pois a ave traz seus galhinhos de outro local.

[] , . --, . , -- . -- , ; . 17 Tirou dela madeira, está [tal madeira] proibida para [qualquer] usufruto. Aqueceu com ela o forno - deve este ser esfriado, para depois ser aquecido com madeira permitida, e então pode assar nele pão. Caso haja panificado sem antes haver deixado que esfriasse, o pão fica proibido para usufruto [qualquer que seja]. Havendo-se mesclado [tal pão] entre outros - o dinheiro daquele pão deve ser lançado ao Mar Morto, para não usufruir dele, e os demais pães são permitidos.

[] , ; , , . 18 Fabricou dela instrumento de tecelagem e por seu intermédio teceu [algum] indumento - torna-se proibido utilizar-se de tal roupa para todo usufruto [e, é desnecessário dizer que o mesmo se dá para com o instrumento]; havendo-se mesclado tal indumento entre outros - seu valor deve ser lançado ao Mar Morto, ficando as demais roupas permitidas [em usufruto].

-- , : , ; , . 19 É permitido plantar sob a acherá verduras - seja no verão ou no inverno, pois a sombra da "acherá" - que é proibida - em conjunto com o solo, que não se faz proibido, fazem com que a verdura germine; e, tudo que o que é realizado por algo proibido e algo permitido, faz-se permitido.

, ; , . . 20 Portanto, o campo que foi adubado com produto de idolatria, é permitido plantar nele, e a vaca que foi alimentada com vegetal idolátrico, pode ser comida, e assim tudo o que ao caso se assemelhe.

[] -- , ; , , , . , -- ; , . 21 Carne, vinho ou frutos destinados a serem oferecidos para um ídolo - não se tornam proibidos em usufruto, mesmo que hajam-nos introduzido ao templo idolátrico, enquanto não forem oferecidos perante o ídolo. Ofereceram-nos perante ele, tornaram-se sacrifício - e, mesmo que hajam tirado de lá, ficam proibidos para a eternidade. Quanto a tudo o que for encontrado dentro do recinto idolátrico, [até] mesmo água e sal - ficam proibidos para usufruto pela Torá, e todo o que dele comer [ou dela beber] incorre em pena de látegos.

[] -- , ; , . : , , -- , ; . , . 22 Quem achar agasalhos têxtis, utensílios ou dinheiro sobre a cabeça de um ídolo - havendo-os encontrado como feitio de opróbrio [para ignomínia do ídolo], são permitidos; caso haja achado como [que houvesse sido posto ali por] feitio de honraria [relativo ao ídolo], são proibidos. Como assim? - [por exemplo, se] encontrou uma carteira de dinheiro pendurada em seu pescoço, qualquer agasalho têxtil dobrado e depositado sobre sua cabeça - é permitido, pois é feitio ignominioso [para o ídolo], e assim todo caso que se assemelhe a este. Encontrando sobre sua cabeça algo que semelhante a ele poderia ser oferecido sobre o altar [idolátrico], é proibido.

, ; -- , -- , . -- , . -- , . 23 De que casos se trata? - quando forem achados fora do local designado para sua adoração; mas caso haja achado em seu interior - seja por forma honrosa ou por forma ignominiosa - tudo é proibido, seja apropinquado para ser oferecido sobre um altar, ou não - tudo o que estiver dentro, é proibido, mesmo água e sal. Quanto a [estes dois ídolos conhecidos como] Peor e Mércules, tudo o que houver com eles é proibido, seja dentro [do recinto designado para nele adorarem-no], seja fora [dele], é proibido seu usufruto. Similarmente, as pedras [usadas para a adoração] de Mércules - toda pedra que aparente estar consigo, está proibido seu usufruto.

[] -- , . -- , . 24 Ídolo que tenha uma casa de banho, ou que tenha um jardim [propriamente dedicado a ele], usufrui-se deles sem ser favorecido, mas não por beneplácito [de seus sacerdotes]. Sendo [a casa de banho, o jardim ou similares] deste ídolo e de outros [consecutivamente], pode-se usufruir deles mesmo com o beneplácito sacerdotal, com a única condição que não lhes dê nenhum pagamento [pelo favor concedido].

[] -- , : "" ( ,; ,)-- , , , . , . 25 Ídolo que tenha uma casa de banho, ou que tenha um jardim [propriamente dedicado a ele], usufrui-se deles sem ser favorecido, mas não por beneplácito [de seus sacerdotes]. Sendo [a casa de banho, o jardim ou similares] deste ídolo e de outros [consecutivamente], pode-se usufruir deles mesmo com o beneplácito sacerdotal, com a única condição que não lhes dê nenhum pagamento [pelo favor concedido].

[] -- , ; -- , . , ; , . 26 Cutelo de idolatria com o qual se executara degola [de animais para alimento], é [o animal degolado] permitido, pois trata-se de caso de estrago; se, porém, o animal encontrava-se em situação de perigo mortal [e, através da degola se achara apto para uso alimentar], é [o dito animal] proibido, por ser [o caso da degola deste animal] um aprimoramento.


| A Torá Oral | Todo o Michnê Torá | Glossário |
| cp 1 | cp 2 | cp 3 | cp 4 | cp 5 | cp 6 | cp 8 | cp 9 | cp 10 | cp 11 | cp 12 |